fbpx

Alimentação infantil: tendências e oportunidades de mercado

JUNTE-SE A MAIS DE 5 MIL EMPREENDEDORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade!

A alimentação infantil é um tema repleto de dúvidas por parte dos pais e mães, mas e as oportunidades para empreender? Com a preocupação pela saúde cada vez maior, aumentam também as possibilidades para investir nesse mercado. Porém, inovar é fundamental: você não pode apenas apresentar “mais do mesmo”.

A indústria de alimentos está sempre se recriando. Para quem deseja apostar no nicho de alimentação infantil, é necessário conquistar os pais e garantir o que eles mais procuram: crescimento saudável para os filhos. Nesse caso, alguns temas se destacam, como produtos para evitar alergias alimentares ou então a obesidade.

Devido aos novos comportamentos conscientes dos consumidores, os alimentos saudáveis também entram na lista das crianças. Esse é um mercado que não para de crescer e você o conhece melhor a seguir!

Mercado de alimentação infantil

Não é novidade que o Brasil está entre os cinco primeiros países em faturamento na indústria alimentícia. São bilhões de reais movimentados anualmente, e parte disso também é graças ao mercado de alimentação infantil.

A busca pela saúde desde os primeiros dias de vida ocupa o protagonismo desse crescimento acelerado. Porém, as crianças também estão sendo um fator de decisão pela sua própria opinião na hora de comer.

Para se ter uma ideia, cerca de 17,4% do consumo relacionado à alimentação em um lar é direcionado por crianças até 12 anos. Os dados são do painel Usage Foods & Beverages, criado pela Kantar Worldpanel.

Portanto, as crianças também decidem o que querem comer. Sendo assim, é importante também “conversar” com elas, mas sempre lembrando que as regras para publicidade infantil são bem rígidas no Brasil. É necessário criar embalagens criativas e outras formas de atrair as crianças.

Tendências

Atualmente, a alimentação infantil é muito diversa: vai desde as papinhas até as opções veganas. Se antes as comidas eram todas iguais, hoje o que os pais buscam é nutrição, muito mais do que encher o prato da criança.

O que isso significa para quem investe no setor? Os alimentos precisam garantir nutrição completa, com todos os ingredientes que a criança precisa para crescer bem. Além disso, há muitas segmentações conforme a idade, o que pode ser um desafio.

No entanto, mesmo com um mercado tão aberto, é possível filtrar o que é realmente pode ser uma boa alternativa de investimento. Por isso, separamos uma lista a seguir com tudo o que você precisa ficar atento para iniciar no mercado de alimentação infantil e suas principais tendências.

Cardápios balanceados

Uma das principais exigências da família hoje é que o cardápio das crianças seja equilibrado. Portanto, precisa conter as quantidades exatas de cada nutriente, da proteína ao carboidrato.

Isso também aumenta outra exigência importante: certificar que o cardápio foi elaborado por nutricionistas. Esse é um diferencial que tem se destacado, pois garante uma segurança a mais para as famílias.

Além de nutricionistas, outros profissionais especializados na indústria alimentícia também devem fazer parte da produção. Quanto mais o empreendedor garantir isso na sua empresa, melhor para todos.

Alimentos alergênicos

A preocupação com as alergias alimentares tem aumentado cada vez mais. A lactose e o glúten são os principais “alvos” do medo dos pais desde os primeiros anos de vida. Isso tem aberto uma nova oportunidade interessante para os empreendedores.

Trabalhar a alimentação infantil com produtos de leite vegetal, sem glúten ou ovo é uma atração a mais para os pais. Se você der uma pesquisada no supermercado mais próximo, perceberá que a oferta desses produtos aumentou, mas ainda está concentrada em marcas grandes.

Uma boa oportunidade é criar uma linha específica de alimentação infantil somente com alergênicos. Para isso, pesquise como é a situação na sua zona de abrangência e se terá consumidores, o que provavelmente será positivo.

Com relação às alergias mais comuns, para além daquelas já citadas, fique atento a outros alimentos:

  • Trigo, centeio, cevada, aveia e suas estirpes hibridizadas;

  • Crustáceos;

  • Peixes;

  • Amendoim;

  • Soja;

  • Amêndoa;

  • Avelãs;

  • Castanha-de-caju;

  • Castanha-do-brasil ou castanha-do-pará;

  • Macadâmias;

  • Nozes;

  • Pecãs;

  • Pistaches;

  • Pinoli;

  • Castanhas.

Produtos naturais e orgânicos

Os pais estão tentando cada vez mais iniciar a introdução alimentar já com produtos naturais. Os orgânicos também ganham espaço na mesa com a promessa de serem mais saudáveis e livres de agrotóxicos.

Essa é uma tendência que já domina a alimentação adulta e tem se expandido para as crianças. Pense sempre que aquilo que os pais procuram comer de forma saudável também irá chegar aos filhos.

Transparência e clareza

Muitos pais nunca leram a embalagem dos produtos que consomem, mas para os filhos é diferente. Eles querem conhecer cada detalhe, entender quais aditivos estão presentes e os riscos para seus pequenos.

A tendência é de que confiem mais nas marcas que trabalham com clareza e transparência. Quanto mais detalhes sua embalagem conter, mais reputação ela terá, pois é o que as famílias procuram.

Sendo assim, tenha dois focos ao pensar na embalagem: que seja atrativa para as crianças e que informe bem os pais. Assim, você irá conquistar seus dois públicos de uma vez só na tomada de decisão pela compra.

Produtos segmentados

A criança aos seis meses inicia a introdução alimentar e sua alimentação é diferente daquela com dois anos. Por sua vez, a criança de dois anos come diferente daquela de seis anos. Esse é um quadro que se repete muito até a adolescência.

Segmentar ainda mais sua empresa de alimentação infantil é uma alternativa para conquistar um público mais fiel e “carente”. Há muitas empresas que se especializaram nas “papinhas” saudáveis, por exemplo.

Um mercado que está crescendo é a tendência de produtos para crianças até 12 anos com menos sal, gordura e carboidratos. Se você prestar atenção nesse nicho e conhecer os ingredientes certos, pode garantir uma parcela interessante dos consumidores

Produtos veganos

A alimentação vegana e vegetariana é outra tendência que não cresce somente entre os adultos. Há muitas famílias em que a própria criança é quem começa a recusar produtos de origem animal na alimentação. 

Embora não se saiba com exatidão quantas crianças são veganas ou vegetarianas no Brasil, esse número tem crescido. Até mesmo o Ministério da Saúde já adicionou orientações sobre esse tipo de alimentação no seu Guia Alimentar.

Criar uma empresa ou linha de produtos para alimentação infantil focada nesse público é praticamente um “pote de ouro”. Para isso, entretanto, muitas vezes é fundamental garantir uma produção sem contágio com alimentos de origem animal.

A expectativa é de que o mercado de alimentos veganos siga em crescimento intenso pelo menos até 2027. Segundo a pesquisa da Meticulous Research, a movimentação financeira deve ser de até R$ 392,58 bilhões no mundo todo. Se você conseguir acertar na produção, há muito mercado pela frente!

Marmitas congeladas

As porções de comida congelada já conquistaram o mercado brasileiro, mas agora começam a atender também as crianças. Com a família enfrentando uma rotina cada vez mais acelerada, os pais também buscam praticidade para os filhos.

Contudo, uma das motivações para ter as marmitas saudáveis em casa é evitar que as crianças se alimentem mal e apelem para os produtos industrializados. Quem investir nesse nicho precisa garantir o que citamos acima: refeições equilibradas e segmentadas conforme a idade.

Outro ponto importante a observar, caso aposte nas marmitas congeladas, é a conservação. É fundamental que se possa oferecer um prazo de validade bem estendido, mas sem comprometer a qualidade e nutrição dos alimentos. Por isso, os ingredientes precisam ser muito bem elaborados.

Delivery

Já pensou em apostar no delivery de alimentação infantil? Essa opção também cresce, mas exige um planejamento muito bem elaborado para a empresa, além da pesquisa de mercado.

Com relação às opções do cardápio, mantenha a variedade dos alimentos, misture legumes a fontes de proteína e adeque para todas as idades de crianças. Assim, poderá ter uma boa margem de lucro e ainda garantir alimentos saudáveis e nutritivos.

Como investir na alimentação infantil?

Agora que você entendeu as principais tendências e assuntos da alimentação infantil, deve estar se perguntando: por onde começar? O primeiro passo é sempre o planejamento, o que inclui pesquisa de mercado, análise de concorrência e negociar com os melhores fornecedores e produtores.

Além disso, outras dicas são importantes:

  • Construa sua persona e público-alvo bem definidos, considerando os pais e a criança;

  • Seja criativo e ofereça aquilo que seus concorrentes ainda não fazem;

  • Comece com uma loja online antes de se arriscar no ambiente físico;

  • Invista em composições de qualidade;

  • Aprenda com o erro de outras empresas.

Mais do que tudo isso, antes de começar o seu negócio você pode conversar com os especialistas da EJEQ. Desenvolvemos novos produtos, melhorias em formulações, aumentamos o tempo de prateleira entre outras soluções que vão impulsionar as vendas da sua empresa. Entre em contato conosco e seja o próximo case de sucesso no mercado de alimentação infantil.

0 0 Voto
Article Rating
Inscreva-se
Avisar que
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários

Conteúdos Recentes

Quer tornar sua empresa uma referência no mercado? história de sucesso? inspiração?

Conte-nos como
podemos te ajudar!

Quer tornar sua empresa uma referência no 
mercado?
história de 
sucesso?
inspiração?

Conte-nos como
podemos te ajudar!

0
Conte o que achou do conteúdo!x
()
x
frutas expostas na merceariaprateleira-com-embalagens-de-café

eBook Gratuito de Shelf-Life

Tudo que você precisa saber para aumentar o prazo de validade dos seus produtos, possibilitando a redução do desperdício e um aumento nas suas vendas.

Novidades Exclusivas

Inscreva-se e receba conteúdos fresquinhos na sua caixa de entrada!