Captação da água da chuva: alternativa viável e sustentável para a economia de água

 em Ambiental

Você sabia que é possível lucrar e ao mesmo tempo ser sustentável? Em diversos segmentos da indústria, o consumo de água no processo produtivo, apesar de necessário, é extremamente alto.

E é só quando levamos em conta toda a demanda por água nas fábricas, e o grande impacto ambiental que todo esse consumo gera, que conseguimos enxergar a importância de alternativas que buscam reduzir os custos relativos ao uso da água nas fábricas.

Como exemplo, temos a instalação de sistemas de captação da água da chuva, responsáveis por armazenar essa água para uso industrial e representam uma alternativa sustentável e econômica para contornar o problema de consumo excessivo de água.

Nesse texto, você poderá conhecer um pouco mais sobre esses sistemas e descobrir as vantagens de aplicá-los em sua indústria.

O que sua empresa pode fazer para ajudar o planeta?

Projeções apontam que, até 2050, o consumo de água irá aumentar em 55% no nosso planeta, o que fará com que esse recurso passe a ser cada vez mais disputado, e seu preço cada vez maior.

Com uma demanda que cresce constantemente, e uma escassez desse recurso natural cada vez maior, ações que possam diminuir ao máximo o impacto ambiental da má utilização da água são extremamente valiosas.

Por isso, o uso de ferramentas como sistemas de captação da água da chuva é uma grande oportunidade para as empresas impactarem positivamente o meio ambiente, ao mesmo tempo que reduzem significativamente seus gastos com o recurso.

Etapas de Captação da Chuva

A instalação e dimensionamento dos equipamentos necessários para a captação dependem de vários fatores, como incidência de chuva no local, tamanho do telhado e destino final da água. Havendo diferentes necessidades de adequação dos sistemas para regularizar a armazenagem e viabilizar a instalação das cisternas em cada indústria.

A função da captação é armazenar o maior volume possível de água da chuva para uso geral das empresas. A chuva que cai sob o telhado é arrastada pelas calhas do sistema e é levada até um filtro, responsável por separar as impurezas mais grosseiras carregadas com a chuva, e depois armazenada.

A água captada deve, então, passar por um processo de tratamento, uma vez que ainda pode conter partículas de poeira, amônio, nitrato e até sulfato, por ser proveniente da chuva.

A água tratada é armazenada em reservatórios devidamente dimensionados para as necessidades da indústria e distribuída para as tarefas adequadas – que não envolvem consumo, uma vez que ela não é potável.

Também é importante ressaltar a importância que um separador de primeiras águas – equipamento semelhante a um filtro, tem em um sistema de captação da água da chuva. Com ele, as impurezas depositadas no telhado são eliminadas logo nas primeiras coletas, e assim, a água pode ser utilizada com segurança!

O que diz a Legislação Ambiental?

Considerando as finalidades que a água captada da chuva engloba, é muito importante que ela apresente um padrão de qualidade. Assegurando que não haja contaminação da água e ela não seja empregada para fins que acarretam em riscos à saúde.

Para isso, existem parâmetros listados pela ABNT que cumprem com esse papel normativo e garantem sistemas de captação da água mais seguros.

Normas de Segurança para Instalação de Cisternas

A captação da água da chuva é uma prática que envolve a utilização, processamento e tratamento de um recurso importantíssimo. Mas pode oferecer grandes riscos de contaminação da água potável se consumida irregularmente.

Pensando nisso que a ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas, instituição responsável por elaborar preceitos que assegurem uma padronização de procedimentos e promovam um desenvolvimento tecnológico no país – realizou, por meio da norma técnica NBR 15527, a regularização dos equipamentos desse conjunto e o controle de qualidade do processo de armazenamento da água da chuva.

A instalação de cisternas envolve normas e parâmetros requerids pelo órgão fiscalizador. Assim, o uso desses sistemas em ambientes urbanos e para fins não potáveis se torna seguro e ideal.

Dentre os principais pontos levantados, estão:

  • Necessidade de um filtro para remoção de detritos;
  • O cruzamento de água coletada e de água potável deve ser impedido, para que não ocorra contaminação desta;
  • As cisternas devem ser higienizadas no mínimo uma vez por ano com solução de hipoclorito de sódio;
  • O remanescente da água armazenada pode ser eliminado com tanto que não haja risco de contaminação dos lençóis freáticos.
 


Prós e contras de adotar esses sistemas em sua organização

Já falamos sobre o funcionamento do equipamento de captação e seus padrões. Mas por que é vantajoso introduzir esse tipo de sistema na sua empresa? Por que essa é a alternativa mais viável e sustentável para solucionar o problema com o consumo de água?

Vantagens da Captação da Água da Chuva

Altas despesas com água dentro de uma empresa, podem significar menos investimentos em áreas de desenvolvimento da instituição, como na compra de novos maquinários ou contratação de mais funcionários.

Assim, como forma de reduzir custos, meios de economia de água surgiram, respondendo aos altos gastos com esse insumo. O investimento do capital, que antes era gasto com água, se tornou aplicável em outros segmentos da produção.

Dentre suas vantagens, podemos citar:

  • Esses armazenadores diminuem o desperdício de água limpa com atividades do cotidiano, como lavagem de calçadas e descarga em sanitários;
  • Podem ser instaladas tanto em pequenas residências quanto grandes indústrias;
  • São equipamentos sustentáveis economicamente, promovendo uma economia mensal em água que, em pouco tempo, supera o investimento da instalação;
  • Uma vantagem ecológica é englobada na sustentabilidade desses sistemas, que possibilitam uma diminuição do desperdício de água potável nas fábricas.

Desvantagens da Captação da Água da Chuva

Apesar das vantagens relacionadas a sustentabilidade e lucro para sua empresa, algumas desvantagens relacionadas ao funcionamento das cisternas merecem atenção:

  • Cisternas devem lavadas periodicamente, tanto as calhas quanto o interior do equipamento de armazenagem;
  • Por exigir lavagens periódicas, é necessária muita disciplina do proprietário para manter a qualidade da água captada;
  • A chuva não representa um produto aquoso potável, ou seja, nada do que for armazenado nas cisternas pode ser consumido.

Agora que você já conhece um pouco mais a respeito dessa ferramenta inovadora, que tal tentar aplicar na sua empresa?

Se a nível domiciliar a captação já traz economia, imagine a diferença que esse sistema pode fazer na sua empresa. Além do lucro que essa prática pode trazer, os benefícios em relação a sustentabilidade são imensuráveis.


Se interessou pelo assunto? Entenda também como o Marketing Verde pode ajudar sua empresa a se tornar mais ecológica e mais rentável!

Postagens Recentes

Deixe um Comentário

broto de árvore plantadofloresta

Novidades Exclusivas

Inscreva-se e receba conteúdos fresquinhos na sua caixa de entrada!