fbpx

Por que usar nanotecnologia em seus cosméticos?

JUNTE-SE A MAIS DE 5 MIL EMPREENDEDORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade!

O mercado de cosméticos brasileiro é bastante lucrativo e, portanto, competitivo. Afinal, existem milhares de marcas que desejam conquistar os clientes da área para crescerem e se tornarem bem-sucedidas.

Por isso, estão sempre surgindo inovações para melhorar cada vez mais a qualidade dos produtos da área. Atualmente, uma tendência que está conquistando os produtores de cosméticos é a utilização de nanotecnologia nas mercadorias.

Se você ainda não a conhece, precisa mudar isso para conseguir criar produtos mais competitivos. Por isso, fizemos este post em que explicamos tudo sobre cosméticos e nanotecnologia para você entender como ela é usada na indústria e o porquê aplicá-la também em suas mercadorias. Continue lendo e confira!

 

O que é a nanotecnologia nos cosméticos

A nanotecnologia é uma ciência que está sendo utilizada em diversos setores, como no alimentar, químico e cosmético, graças aos benefícios que ela oferece para os produtos fabricados.

Essa tecnologia trabalha com materiais em escala nanométrica, ou seja, com partículas muito pequenas de elementos. No caso dos cosméticos, são nanopartículas de ingredientes ativos usados na formulação dos produtos, como dióxido de titânio e lipídeos.

Para você ter uma ideia de como uma nanopartícula é pequena, saiba que um fio de cabelo tem geralmente 120 mil nanômetros. Em um único produto da indústria cosmética, é comum que os fabricantes utilizem entre 200 e 500 nanômetros de um ingrediente.

As nanopartículas são empregadas em cosméticos, porque elas conseguem melhorar a ação dos ativos usados nas formulações. Então, elas são capazes de aprimorar a eficácia das mercadorias. Em um mercado competitivo, essa característica é fundamental para garantir que os produtos vão agradar os clientes e se consolidar na área.

 

Por que usar nanotecnologia em seus produtos

Os benefícios fornecidos pela nanotecnologia variam de acordo com a nanopartícula utilizada no cosmético. Uma nanopartícula lipídica, por exemplo, não necessariamente oferece as mesmas vantagens para os produtos que as de óxido de zinco. Por isso, é muito importante analisar bem qual é a melhor nanopartícula para cada cosmético.

Apesar disso, existem alguns benefícios muito importantes que são fornecidos geralmente pela nanotecnologia que merecem ser destacados e podem fazer você entender o porquê é importante usá-la em sua produção.

Uma grande vantagem de utilizá-la, por exemplo, é que os ativos das mercadorias passam a ser liberados gradual e lentamente nos locais aplicados. Então, eles conseguem atingir mais camadas da pele, o que um cosmético feito com partículas maiores não é capaz de fazer. Dessa forma, a ação dos produtos pode ser mais efetiva.

Além disso, essa liberação mais lenta diminui as chances de o cosmético causar irritações nos consumidores. Determinadas nanopartículas também podem melhorar a estabilidade de ingredientes ativos, principalmente os mais sensíveis. Assim, elas colaboram com a melhora do prazo de validade dos cosméticos.

As nanopartículas ainda conseguem aprimorar a solubilidade dos ativos em meio aquoso, fazendo com que o produto final seja mais líquido, e melhorar o sensorial da mercadoria. Com isso, o cosmético se torna mais agradável.

Depois de conferir esses benefícios, com certeza você entende o porquê precisa utilizar a nanotecnologia em seus produtos, não é? Lembre-se somente de analisar bem o objetivo de cada cosmético e identificar qual nanopartícula é mais adequada para cada um deles.

 

Em quais produtos as nanopartículas podem ser utilizadas

Como a nanotecnologia oferece diferentes vantagens, ela pode ser aplicada em diversas mercadorias da indústria cosmética. Aqui, separamos 3 produtos em que as nanopartículas costumam ser utilizadas para que você conheça a ação delas em cada um dos exemplares:

Protetores solares

A nanotecnologia é muito aplicada em protetores solares, porque ela consegue melhorar bastante a eficácia e a consistência desse tipo de produto. Um protetor solar comum geralmente é feito com óxido de zinco e dióxido de titânio, já que eles conseguem proteger as células da pele da radiação ultravioleta do sol.

Mas, quando eles são utilizados em nanopartículas em vez de partículas grandes, eles são capazes de proteger ainda mais as células. Além disso, as pequenas partículas permitem que o protetor fique mais líquido e transparente que os modelos tradicionais. Dessa forma, aplicar o produto na pele se torna mais fácil e agradável.

Cremes que combatem o envelhecimento

As nanopartículas também são cada vez mais encontradas em cremes que combatem o envelhecimento, como os preenchedores de rugas e linhas de expressão, porque elas melhoram o efeito desses produtos.

Isso acontece, pois elas conseguem penetrar mais profundamente na pele de forma segura. Assim, as nanopartículas podem incentivar a multiplicação de células e colaborar com o rejuvenescimento da pele.

Já os cremes anti-idade feitos com partículas maiores não conseguem adentrar nessas camadas mais profundas e acabam agindo somente na superfície da epiderme. Como os modelos feitos com nanopartículas apresentam resultados bem superiores aos tradicionais, os produtores desses cremes precisam fazer essa mudança para se manterem competitivos no mercado.

Geralmente, os cremes que combatem o envelhecimento usam nanopartículas de vitamina C, A, E e as lipídicas.

Cremes hidratantes

A ação dos cremes hidratantes é mais uma que se intensifica com as nanopartículas, porque elas criam uma camada de proteção nos locais em que são aplicadas. 

Dessa maneira, os produtos conseguem diminuir a perda de água na área e, assim, evitar ou diminuir a desidratação. Dependendo da nanopartícula utilizada na formulação, os cremes hidratantes também podem ajudar a reduzir a flacidez da pele.

Além desses 3 exemplares, existem outros diversos cosméticos em que as nanopartículas podem ser aplicadas, como em séruns, cremes para celulites, produtos para cabelos e até em maquiagens. A tendência é que elas sejam cada vez mais utilizadas, já que podem melhorar a qualidade dos produtos!



Então, você precisa descobrir a melhor forma de utilizar a nanotecnologia em suas mercadorias e quais nanopartículas são mais indicadas para cada uma delas. Afinal, seus concorrentes com certeza vão atualizar seus cosméticos para fornecer exemplares mais eficazes. E, se você não modernizar os seus, sua marca pode deixar de ser competitiva no mercado.

Sendo assim, analise as possibilidades e veja qual é a melhor forma de introduzir as nanopartículas em seus produtos. Agora que você sabe qual é a relação entre cosméticos e nanotecnologia e por que ela é tão importante, que tal conferir quais são as principais substâncias utilizadas em cosméticos?

5 1 Voto
Article Rating
Inscreva-se
Avisar que
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários

Conteúdos Recentes

Quer tornar sua empresa uma referência no mercado? história de sucesso? inspiração?

Conte-nos como
podemos te ajudar!

Quer tornar sua empresa uma referência no 
mercado?
história de 
sucesso?
inspiração?

Conte-nos como
podemos te ajudar!

0
Conte o que achou do conteúdo!x
()
x
Óleos essenciais de lavandaimagem-cosmeticos-naturais

Novidades Exclusivas

Inscreva-se e receba conteúdos fresquinhos na sua caixa de entrada!