fbpx

A importância e o significado da sustentabilidade no ramo alimentício!

JUNTE-SE A MAIS DE 5 MIL EMPREENDEDORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade!

Sustentabilidade é um dos temas que vêm ganhando bastante força ultimamente. Principalmente quando falamos de saúde global e individual, logo nos vêm à mente essa palavra. Esse costume não é diferente quando o tema principal é a alimentação.

A produção dos alimentos é sustentável? A empresa apoia e aplica políticas sustentáveis? E depois das prateleiras do mercado… o consumo é, realmente, saudável? Essas são algumas das perguntas com as quais nos deparamos quando entramos nesse assunto, e é justamente a importância de cada uma delas que vamos discutir nesse artigo.

O que significa ser “sustentável”?

Pela origem da palavra, sustentabilidade remete ao conceito de suprir as necessidades presentes sem afetar ou limitar as futuras. Essa definição se aplica em nível individual, social, cultural, econômico… enfim, sustentabilidade é isso em qualquer situação.

No nosso caso, quando nos referimos a sustentabilidade, é muito mais comum que estejamos tratando de um contexto ambiental. Pensando por esse lado, podemos ajustar algumas palavras da definição para que seu entendimento fique mais intuitivo: Sustentabilidade é a capacidade de conservação de um processo ou sistema.

Ou seja, quando falamos de desenvolvimento sustentável, alimentação sustentável ou de sustentabilidade ambiental, estamos falando sobre:

→ O processo de produção/execução do serviço

Nesse tópico, podemos ressaltar algumas práticas, cuidados e hábitos que podem ser favorecidos pelo seu negócio, visando a sustentabilidade.

O primeiro deles é a separação e destinação de resíduos. É muito comum em empresas de vários ramos diferentes, principalmente no alimentício, gerar vários quilos de resíduos sólidos e/ou líquidos diariamente.

É, também, bastante claro o potencial que esse fator apresenta de impactar o meio ambiente. Não dar a destinação correta aos resíduos ou não investir em um tratamento eficaz de água pode ser bastante prejudicial para natureza e para a própria empresa…

O segundo fator que devemos ressaltar aqui é o investimento em  sistemas de economia de água. Principalmente considerando a atual situação de escassez de água tratada em vários estados brasileiros diferentes, esse tipo de projeto se torna bastante relevante!

→ O impacto do produto/serviço no ambiente

Já quando voltamos nossos olhares para o produto final ou o serviço que entregamos, os pontos nos quais devemos prestar atenção são um pouco diferentes, e ainda assim de extrema importância!

Usando um exemplo da indústria alimentícia, a primeira coisa que pode vir à mente é a questão das embalagens. Buscar reduzir o número de embalagens do produto final ao máximo (sem prejudicar ou influenciar na qualidade), dar preferência para recicláveis ou desenvolver um sistema de vendas que permita a utilização de embalagens retornáveis são algumas das opções.

Além disso,  com o pensamento um pouco mais voltado ao produto em si, uma das linhas de pensamento sustentável envolve a reutilização de resíduos, por exemplo. Dar utilidade para um pão que perdeu a crocância ou a maciez, cascas de frutas, sementes… 

Às vezes parece que esse pensamento sustentável está muito longe da nossa realidade, mas nunca é tão complicado quanto parece. Por exemplo o Bonnano Vegano, um restaurante de Oliveira, Minas Gerais, que veio até a EJEQ com o intuito de realizar uma análise de viabilidade de produção de marmitas congeladas. Acesse o case Bonnano Vegano no nosso site e entenda como linkamos a mentalidade sustentável no serviço!

Benefícios além da preservação ambiental

E não pense que os benefícios de aderir ao ramo da alimentação sustentável param nos impactos ambientais! Como comentei um pouco mais para cima nesse artigo, a sustentabilidade é uma tendência dentro de quase qualquer indústria, e isso também pode ser explorado.

Imagine que além de fazer um bem enorme para o meio ambiente, você será recompensado ou recompensada com um aumento significativo na relevância da sua marca, e consequentemente na procura dos seus produtos e serviços.

Utilizar desses planos de sustentabilidade para atração de clientes não precisa ser visto como algo errado, desde que exista, de fato, sustentabilidade na sua maca, isso não tem problema nenhum! Dentro do mercado, chamamos esse tipo de estratégia de Marketing Verde, e ela já é bastante difundida.

Saúde e sustentabilidade

Falando agora um pouco mais especificamente sobre a alimentação sustentável, uma das primeiras coisas que precisamos esclarecer é que o campo ambiental não é o único referido. Nesse caso, o termo também remete aos impactos do produto (alimento ou bebida) diretamente na saúde do consumidor.

Ou seja, alimentação sustentável é o termo utilizado para definir uma dieta que envolve alimentos saudáveis e de produção que não agride a natureza. A parte do processo envolve tudo o que já comentei durante o texto, e não foge muito disso.

Já quando lidamos com a parte da saudabilidade, entramos em um ramo um pouco diferente, que merece complementações. Por exemplo, um fator que intersecciona bem saúde e sustentabilidade em alimentos são os agrotóxicos (por isso existe uma crescente no consumo de alimentos orgânicos). Porém, um fator que tende mais para o ramo da saúde é a questão da transparência das informações nutricionais dos produtos.

Já existe, inclusive, uma regulamentação da ANVISA para esclarecer o que exatamente é preciso mostrar nos rótulos dos seus alimentos, mas cada vez mais deixar esses dados claros tem sido visto com bons olhos.

Essa tendência deu início ao que chamamos hoje de Clean Label, ou Rótulo Limpo. Portanto, o termo surgiu para significar justamente os produtos que não deixam dúvidas ao consumidor sobre o que exatamente ele está ingerindo.

Portanto, vale ressaltar aqui que caso você entenda que seus produtos não tem exatamente esse viés saudável, ou que seu negócio não está conseguindo seguir esse ramo, não significa que não há o que possa ser feito. Reformular e adaptar receitas ou até mesmo desenvolver novos produtos pode sempre ser uma opção, basta saber onde se quer chegar!


Espero que o conteúdo do post tenha te ajudado a entender um pouco mais sobre a importância de se preocupar com os impactos ambientais que causamos, e sobre a força do termo “alimentação sustentável”!

Tem alguma ideia para seguir esse ramo e está precisando de uma ajuda para começar? Entre em contato com um dos nossos especialistas para que possamos entender qual a melhor forma de te ajudar!

0 0 Voto
Article Rating
Inscreva-se
Avisar que
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários

Conteúdos Recentes

Quer tornar sua empresa uma

Conte-nos como
podemos te ajudar!

Quer tornar sua empresa uma

Conte-nos como
podemos te ajudar!

*sem compromisso!

0
Conte o que achou do conteúdo!x
()
x
Selo de produto sem glúten

Novidades Exclusivas

Inscreva-se e receba conteúdos fresquinhos na sua caixa de entrada!